Zara: mensagens escondidas nos bolsos e etiquetas geram um grave problema

Zara: mensagens escondidas nos bolsos e etiquetas geram um grave problema

A empresa internacional tem muito o que temer quanto a sua ética. Funcionários consturaram mensagens escondidas de desespero nas roupas da Zara...

Depois do incidente na fábrica de Dhaka, em Bangladesh, que deixou 1135 mortos e 2500 feridos por causa de um desmoronamento, muitas iniciativas foram implementadas. Porém, ainda que essas iniciativas tenham conseguido sensibilizar os consumidores sobre comprar uma moda mais ética, o caminho a ser percorrido ainda é longo.

Leia também
Mulher cria bonecas tão realistas que quase acaba na prisão

De fato, é muito complicado controlar de forma regular todas as empresas têxteis que fornecem para grandes empresas como a Zara. A cidade de Dhaka passou por uma segunda catástrofe ligada às condições deploráveis de uma de suas usinas têxteis que explodiu, deixando 10 vítimas.

Há poucos dias, em Istambul, Turquia, clientes da Zara encontraram mensagens de aflição costuradas nas etiquetas das roupas enquanto faziam suas compras. Estava escrito: "Fiz esse produto que você vai comprar, mas não fui pago para isso."

A agência de comunicação acrescentou que os trabalhadores eram empregados de uma usina terceirizada da Zara. Os funcionários teriam ido diretamente à loja para escrever essas mensagens de sensibilização. A abordagem começou porque os funcionários trabalhavam para a empresa Bravo, que fechou recentemente. O fabricante deve pelo menos três meses de salário, além de uma indenização de encerramento.

Pedro Souza
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações