Pai e seu filho sem escrúpulos comemoram por terem atirado em um urso e seus filhotes

Pai e seu filho sem escrúpulos comemoram por terem atirado em um urso e seus filhotes

Um novo caso de crueldade contra os animais se tornou viral. A Humane Society compartilhou um vídeo para denunciar um homem que matou um urso e seus filhotes. Atenção, as imagens podem ferir sua sensibilidade.

O jornal britânico The Mirror compartilhou um tweet da Humane Society dos Estados Unidos no qual relatava um novo caso de abuso de animais. Aconteceu em Esther Iceland, no Alasca. A organização compartilhou um vídeo em que um homem e seu filho são vistos caçando e matando um urso em seu abrigo.

Armados com um rifle e uma pistola, Andrew Renner e seu filho Owen Renner se aproximaram do lugar onde o animal fazia morada e mataram o urso e sua prole recém-nascida. Depois de matar os animais, 5 no total, eles comemoraram o  seu terrível "feito".

Eles caçavam os animais interrompendo ilegalmente seu período de hibernação. Eles se aproveitaram de quão indefesos estavam em seu abrigo e atiraram impiedosamente. Então eles arrastaram a mãe para tirar fotos com o corpo dela. Dias depois voltaram à cena do crime para terminar de limpar todos os restos e provas. 

Leia também
Sete fotos de cachorros que são a cara de um urso

A Humane Society divulgou o vídeo que você pode assistir acima. Tudo foi gravado por uma câmera instalada na floresta como parte de uma investigação. Atenção, avisamos que contém imagens que podem prejudicar sua sensibilidade. A licença de caça do pai será suspensa por 2 anos.

Uma condenação exemplar 

Não é a primeira vez que os Renners praticam a caça ilegal e são julgados por isso. Em janeiro, Andrew Renner foi condenado a 3 meses de prisão e 10 anos de desqualificação de sua licença de caça depois de se declarar culpado de várias acusações de caça furtiva.

Ele também foi condenado a pagar uma grande multa e entregar o equipamento que ele usa para caçar (armas, esquis, etc.)

Segundo o The New York Times, Owen foi condenado a serviços comunitários e recebeu uma sentença de suspensão de 30 dias.

Imagem: Humane Society USA

Gouvea Aline
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações