Trem parte 25 segundos adiantado e empresa pede desculpas no Japão
Trem parte 25 segundos adiantado e empresa pede desculpas no Japão
Leia mais

Trem parte 25 segundos adiantado e empresa pede desculpas no Japão

Nós, brasileiros, estamos já praticamente acostumados com pequenos atrasos ou adiantamentos de horários, principalmente no transporte público. Mas no Japão, o transporte público é reconhecido mundialmente por sua pontualidade excepcional.

Recentemente, uma empresa japonesa escreveu uma carta aberta à população pedindo desculpas por um adiantamento de 25 segundos do horário estipulado. O caso aconteceu na estação de Notogawa, próxima a Kyoto. O trem, que era para sair exatamente ás 7h12min da manhã saiu um pouquinho mais cedo, às 7h11min35s.

Mas esses segundinhos já foram suficientes para que o caos se instalasse na estação. O grande problema foi que ainda haviam pessoas tentando embarcar no trem que possui 12 vagões, e um passageiro acabou perdendo sua viagem e reclamou para a empresa. Outro trem partiria com o mesmo destino que este, mas ele sairia apenas 7h19min e no Japão, a questão do atraso é algo extremamente sério.

O motivo do atraso e pedido de desculpas

A causa do "pequeno grande" adiantamento, foi a de que o motorista acabou fazendo uma confusão ao ler errado os horários de partida e mandou o sinal para o trem sair 25 segundos antes. Devido ao adiantamento e à reclamação do passageiro que perdeu a viagem, a empresa japonesa JR West escreveu uma carta à população e postou em seu site oficial, retratando-se pelo incidente e pedindo desculpas pelo ocorrido. "Nós atrapalhamos muito nossos clientes e vamos nos esforçar para que isso não ocorra novamente". As medidas tomadas no Japão perante um caso como esse servem para que eventos desse tipo não ocorram mais, através de "educação por meio de treinamentos".

Outros incidentes parecidos

Esta não é a primeira vez que esse tipo de caso aconteceu. Em 2017, aconteceu a mesma coisa com outro trem, que partiu 20 segundos adiantado, fazendo com que a empresa Tsukuba Express Line se desculpasse publicamente.

Um outro caso mais trágico aconteceu em 2005, quando um trem de passageiros acabou descarrilando e matou mais de 100 pessoas depois que o motorista, que estava 90 segundos atrasado, decidiu acelerar. A obsessão pela pontualidade pode ter seus benefícios, mas também pode ser perigosa.

Escrito por Gouvea Aline
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações