A triste história por trás do belo tigre que “não deveria existir”
A triste história por trás do belo tigre que “não deveria existir”
Leia mais

A triste história por trás do belo tigre que “não deveria existir”

Esse é Kenny, um tigre branco que foi resgatado pelo abrigo Turpentine Creek Wildlife quando tinha 2 anos. Mas esse especialista afirma que ele nunca deveria ter existido.

Ao contrário da crença popular, tigres brancos não são uma espécie. Eles são o resultado de um gene recessivo dos tigres laranjas. Isso significa que sucessivos cruzamentos consanguíneos são feitos para se chegar aos tigres brancos.

Kenny foi resgatado em péssimas condições em um criadouro particular no Arkansas. O criador provavelmente foi quem ligou para que o animal fosse levado porque ele não era “bonito” o suficiente para vender.

É provável que os pais de Kenny fossem irmãos e isso levou aos problemas de saúde e aparência incomum do tigre.

Uma ‘ótima personalidade’

Apesar do difícil começo de vida, os cuidadores de Kenny relatam que ele era feliz e tinha uma ‘ótima personalidade’.

‘Ele adorava o enriquecimento ambiental, tinha um brinquedo favorito... ele corria pelo espaço, comia grama,’ disse Emily McCormack, curadora animal no Turpentine Creek.

Infelizmente, Kenny morreu em 2008, com apenas 10 anos, de um melanoma. Não está claro se sua morte foi diretamente causada pelos cruzamentos, mas McCormack diz que os tigres brancos quase sempre têm problemas de saúde como problemas renais, na coluna e fendas palatinas. É por isso que Susan Bass, porta-voz do santuário Big Cat Rescue, na Flórida, afirma que os tigres brancos “não deveriam existir”.

Escrito por Pedro Souza
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações