Menino de 13 anos encontra tesouro viking de mais de 2 mil anos

Menino de 13 anos encontra tesouro viking de mais de 2 mil anos

Luca e seu professor descobriram um conjunto de várias moedas e objetos em prata que podem ter pertencido a Rei dinamarquês, que morreu em 989 d.c.

Luca Malaschnitschenko, de 13 anos, e seu professor e arqueólogo amador Rene Schöm encontraram na ilha de Rugen, na Alemanha, um pedaço de metal que parecia lixo. Depois, perceberam que era prata e encaminharam o achado para as autoridades competentes.

Descoberta 

Qual não foi a surpresa de ambos quando descobriram que o que haviam encontrado fazia parte de um tesouro viking enterrado há mais de 2 mil anos. Após as equipes vasculharem o local, foram encontradas 600 moedas de prata, colares, pérolas, broches e até um pingente com Mjolnir, o martelo de Thor.

Leia também
Mulher cria bonecas tão realistas que quase acaba na prisão

O tesouro pertencia ao rei Viking Harald I, conhecido como Harald Dente-Azul, que ficou famoso por ter sido o primeiro rei viking a se converter ao cristianismo. O nome em inglês Bluetooth também inspirou a Sony Ericsson a dar esse nome a sua tecnologia de transferência de dados por ondas de rádio de curta distância em 1994. Este foi o maior achado de tesouro pertencido a Dente Azul de todos os tempos. 

Gouvea Aline
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações