Experimento: estudante dorme 4h por noite e comprova os malefícios da falta de sono

Experimento: estudante dorme 4h por noite e comprova os malefícios da falta de sono

Chloe de Garis resolveu enfrentar um desafio pouco improvável. A jovem só dormiu quatro horas durante várias noites consecutivas. O objetivo era mostrar os resultados da falta de sono no corpo, e Chloe descobriu os sintomas bem rápido...

Dormir é provavelmente uma das atividades mais agradáveis ​​do nosso dia, mas também uma das mais fundamentais. Para provar isso, Chloe de Garis se desafiou a dormir apenas quatro horas por três noites consecutivas, conforme relatado pelo jornal britânico The Sun.

Leia também
Jovem acorda com o corpo coberto de hematomas e médicos dão diagnóstico assustador

Para a mulher de 18 anos, o objetivo era revelar o impacto da falta de sono em nosso corpo. Em particular, ela foi capaz de observar as consequências dessas noites muito curtas, comparando-se com sua irmã mais nova, Lucy, que dormia noites normais que duravam cerca de nove horas.Os resultados foram imediatamente visíveis em Chloe.

De fato, a jovem rapidamente teve olheiras, espinhas apareceram e ela sentiu menos bom humor do que o habitual. Seu apetite também era muito mais desenvolvido.

Sobre sua experiência, Chloe disse ao jornal The Sun: "Eu me sento muito mal quando acordo, estou exausta, não me pareço com nada, eu me sinto ainda pior e não paro de comer. Tenho a impressão de que apenas a comida me faz avançar, todo o meu corpo dói, especialmente meus braços, pareço um cadáver ligeiramente aquecido, como se estivesse realmente doente.Para aqueles que ainda têm dúvidas, tomar tempo para dormir entre sete e nove horas por noite é essencial para se sentir bem em seu corpo.

Pedro Souza
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações