4 coisas que você não deve comprar na Sephora, segundo ex-funcionários

4 coisas que você não deve comprar na Sephora, segundo ex-funcionários

A convivência nos faz conhecer os defeitos e as qualidades das coisas, né? Veja o que ex-funcionários da Sephora não recomendam que você compre nas lojas da rede. 

Maquiagem nunca é demais – esta é uma constatação comum na vida de muitas mulheres. O consumo destes produtos é cada vez maior e a incessante busca pela beleza perfeita é também uma valiosa fonte de renda para as empresas que atuam neste mercado.

Uma das mais beneficiadas é a Sephora, rede mundial de lojas de cosméticos  que encanta mulheres de vários países. É quase impossível não se perder (e se apaixonar) dentro de uma delas, sempre tem um produtinho – ou vários – que você quer levar para casa...

A tentação é grande, mas é importante avaliar o que vale mesmo à pena comprar. A revista TIME conversou com ex-funcionários da Sephora e descobriu alguns truques que a loja usa para incentivar as clientes a comprarem mais. 

Saiba quais são as quatro coisas que eles não recomendam a ninguém comprar por lá:

1 – Produtos com tamanho para viagens 

Todas as lojas da Sephora têm embalagens pequenas de vários produtos, indicados para levar em viagens, arrumados ao longo das filas das caixas. Esta é uma estratégia muito utilizada por grandes redes para estimular as compras por impulso. Os produtos são menores, consequentemente mais baratos, e fazem com que as pessoas pensem que são um bom negócio. Mas, não são!

A ex-funcionária Tiffany Colon, que agora tem um blog de beleza, alerta que estes produtinhos são proporcionalmente bem mais caros do que os tamanhos regulares – o cliente acaba pagando mais se for levar em conta a quantidade que ali está. 

Uma dica que ela dá é, se você estiver optando por este tamanho porque quer experimentar antes de investir numa embalagem maior, basta pedir uma amostra para as vendedoras – em geral, embalagens de testes ficam disponíveis em todas as lojas. 

2 – Protetor solar e hidratantes

De acordo com especialistas, os ingredientes usados e a qualidade oferecida não justificam os preços cobrados pela Sephora em seus hidratantes. A recomendação é ir até a farmácia mais próxima (muitas vezes, uma marca mais simples funciona da mesma forma). 

A seção de cuidados com a pele da marca é a responsável pelo seu terceiro maior faturamento, atrás apenas da de maquiagens e de perfumes. Mas, seus produtos essenciais para a pele, como protetor solar e hidratante, não correspondem à fama. 

Leia também
Blogueira de moda com sobrancelhas gigantes está conquistando a internet

3 – Máscaras para cílios

A mesma dica do hidratante e do protetor solar vale para o rímel: procure em farmácias ou em uma loja de departamento comum. De acordo com o maquiador freelancer Ivy Boyd, os produtos disponíveis nestes locais funcionam tão bem quanto as versões de luxo - e custam muito menos! 

Para ele, assim como as máscaras, os cílios postiços também não precisam ser caríssimos. 

4 – Pinceis de maquiagem

Outra gama de produtos não recomendada pelos ex-funcionários da Sephora é a de pinceis para maquiagem. Nas lojas, encontram-se alguns tipos que são vendidos individualmente e outros que fazem parte de embalagens que incluem uma combinação de pincéis (e que parecem ser um bom negócio), Mas, os pelos são ásperos para o rosto.  

• Gouvea Aline
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações