Fã da banda Kiss vandaliza a Catedral de Santiago de Compostela

Fã da banda Kiss vandaliza a Catedral de Santiago de Compostela

Um roqueiro decidiu homenagear a sua banda preferida em escultura da Catedral de Santiago de Compostela, na Espanha, considerada Patrimônio da Humanidade.

Uma escultura localizada na fachada da Catedral de Santiago de Compostela, na Espanha, foi vandalizada por um fã da banda de rock Kiss esta semana. O autor do crime escreveu, com uma espécie de caneta marca-texto, o nome do grupo na obra e pintou-a tentando simular a maquiagem do “Catman”, eternizada pelo baterista Peter Criss e assumida, hoje, por Eric Singer.

A escultura espanhola é datada do século XII e tem grande importância histórica para a catedral, que anualmente recebe milhões de pessoas e é considerada um dos mais importantes destinos de turismo religioso do mundo. 

A Catedral de Santiago de Compostela é declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, o que fará com que os responsáveis pela pichação sejam punidos com multas. Ainda não existem informações sobre suspeitos, mas as autoridades locais estão verificando as câmeras de segurança para encontrar pistas. A Polícia Nacional da Espanha, inclusive, usou a sua conta no Twitter para repudiar o ato criminoso e para pedir a ajuda da população para descobrir mais informações sobre o vandalismo. “A Catedral de Santiago é um Patrimônio da Humanidade. Pertence a todos nós. Essas pichações, além de serem uma absoluta falta de respeito ou civilidade, são crime. Ajude-nos a encontrar os responsáveis”, escreveram.A obra de arte, agora, passará por um processo de limpeza profunda que utiliza lasers para que as marcas sejam removidas. 

• Bruna Moura
Leia mais