Ryanair: a pior oferta de trabalho do mundo foi publicada no site da companhia aérea

Ryanair: a pior oferta de trabalho do mundo foi publicada no site da companhia aérea

Michael O’Leary, o excêntrico dono da companhia aérea irlandesa Ryanair, publicou uma oferta de trabalho absurda. Para se candidatar, aparentemente é preciso ser casca grossa...

Micheal O'Leary, o bilionário CEO da companhia aérea Raynair, conhecido por suas provocações no mundo econômico, foi quem teve a ideia. O chefe excêntrico publicou no site de sua empresa, uma oferta de trabalho surpreendente para recrutar um assistente: "O pior trabalho na Irlanda? Assistente do CEO da Ryanair", lemos na introdução, ou ainda: "um brilhante e ambicioso contador qualificado é procurado para ajudar o CEO mal entendido mais amado da Ryanair".

Leia também
Ela achava que estava grávida, mas os médicos descobriram algo assustador

Depois de considerar pagar os banheiros em seus aviões, ou fazer com que os passageiros viajem na vertical para pagar menos, Micheal O'Leary propõe martirizar seu colaborador mais próximo. E isso não é uma piada, porque para conseguir o emprego, o pretendente deve ter fortes nervos e corresponder a um perfil muito especial.

O anúncio não esconde a dificuldade do trabalho. Além das habilidades clássicas necessárias, o futuro assistente terá que ter "pele dura, a paciência de um santo, uma capacidade de trabalhar sem ter dormido ou ter contato com o mundo exterior". O anúncio exige "qualidades de massagistas" ou até "saber cantar rimas para crianças". Há também condições de contratação incapacitantes, como "ser um Dubs (torcedor do Time de Futebol Gaélico de Dublin, nota do Editor) ou um fã do Manchester United ou até mesmo curtir o ciclismo". E se o candidato apresentar um desses defeitos estimado pelo CEO da Ryanair, a pena será violenta: "Ele será caçado, torturado e fuzilado". O bilionário irlandês parece ter uma visão particular das relações de trabalho.

• Pedro Souza
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações