Americana decidiu sair de noite com as amigas e acabou casada com um príncipe
Americana decidiu sair de noite com as amigas e acabou casada com um príncipe
Leia mais

Americana decidiu sair de noite com as amigas e acabou casada com um príncipe

A americana Ariana Austin conheceu um rapaz na boate e agora é princesa da Etiópia!

Quantas vezes você já ouviu "a arte imita a vida"? pois bem, é verdade. Uma mulher acaba de se tornar princesa da Etiópia depois de ter se casado com seu noivo, que ela conheceu há doze anos em uma boate.Se a história parece familiar, é porque Eddie Murphy já havia previsto isso em sua comédia popular "Um Príncipe em Nova York". Ainda que o filme de 1988 fale do reino fictício de Zamunda, neste caso a ficção virou realidade, já que o prometido, Joel Makonnen, pertence à família real etíope com um parentesco de segundo grau.O caso da família real etíope é digno de outro filme, uma vez que em 1935 o rei da Etiópia, Haile Selassie, teve que deixar o país por causa da invasão italiana. Isso até 1952, quando ele recuperou o trono, graças à ONU, e até 1974, quando as revoltas sociais derrubaram o poder e uma junta militar assumiu.Quando esses últimos acontecimentos aconteceram, o pai de Joel Makonnen estava na Suíça estudando e, portanto, não sofreu nenhum dos contratempos que sofreram membros de sua família na revolta de seu país. Por outro lado, a noiva é uma curadora de arte que mora em Washington, Estados Unidos. Os dois se conheceram há 12 anos em uma boate e ela lembra que a primeira coisa que ele disse foi: "você vai ser minha namorada". Apesar de parecer um tanto pretensioso, a verdade é que funcionou.
Escrito por Gouvea Aline
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações