Benefícios da spirulina: como consumi-la para emagrecer?
Benefícios da spirulina: como consumi-la para emagrecer?

Benefícios da spirulina: como consumi-la para emagrecer?

Escrito por Pedro Souza
Última modificação

Você quer afinar a silhueta naturalmente? OhMyMag te ensina a consumir spirulina para perder peso.

Vantagens da spirulina

A spirulina é uma microalga que está na moda há alguns anos, principalmente entre os atletas, por sua taxa de proteínas. Ela faz parte da família das cianobactérias filamentosas do gênero Arthrospira (platensis) e se apresenta em forma de espiral e cor azul-verde.

A spirulina é um microrganismo muito antigo, que já era consumido como alimento pelos Incas e por alguns povos da África Central e Ocidental.

Mas por que diabos resolvemos recorrer à spirulina como complemento alimentar recentemente? Simplesmente porque ela é repleta de benefícios!

A spirulina é um "superalimento" rico em proteínas vegetais, mas também em vitaminas, minerais e micronutrientes: vitamina A e provitamina A, vitaminas B, D, E e K, magnésio, ferro, cálcio, potássio...

Ela também favorece a regulação da taxa de colesterol, a absorção do ferro e... a perda de peso. E então, mito ou realidade?

Como consumir a spirulina?

Embora a spirulina não aja diretamente nas gorduras, ela ainda assim favorece a perda de peso devido ao seu teor de proteínas e seus benefícios saciadores e estimulantes.

Mas a gente sabe que nada substitui um reequilíbrio alimentar associado a uma atividade física frequente... Por isso, para perder peso naturalmente, comece voltando para a cozinha e prepare legumes e leguminosas, cereais integrais, soja e peixe, temperados o mais simples possível: azeite, limão, ervas finas, páprica, cúrcuma...

Também é possível acrescentar spirulina ao seu café da manhã (com o consentimento prévio de um médico), existente nas formas de pó, comprimidos ou cápsulas. Mas cuidado: o limite é 1g por dia nas primeiras semanas e 5g nas seguintes!

Efeitos colaterais da spirulina

Existem poucos estudos sobre a spirulina e, embora ela não apresente efeitos secundários graves a princípio (fora as reações alérgicas), é importante permanecer vigilante, sempre seguir a recomendação de um profissional e escolher um produto de qualidade.

Além disso, também deve-se respeitar as doses recomendadas, já que podem causar problemas digestivos e náuseas.

Por fim, como sempre, seu uso não é indicado para grávidas e lactantes, nem para pessoas com hiperuricemia e fenilcetonúria.


Sem Internet
Verifique suas configurações