Um museu de comidas nojentas foi aberto na Suécia

Um museu de comidas nojentas foi aberto na Suécia

Tarântula grelhada, pênis de touro, capivara assada... Este é o menu nada apetitoso oferecido por um museu na Suécia, que convida os visitantes a entrar para um passeio no mundo dos horrores culinários.

Você está com fome? Se você está com vontade de comer, é melhor não ler o seguinte, porque é provável que corte seu apetite na hora. Em Malmö, na Suécia, um museu recentemente teve a ideia de abrir suas portas para a gastronomia mundial, mas não exatamente como imaginamos...

Na verdade, este lugar tem nada menos do que 80 especialidades culinárias de todo o mundo, com a diferença de que são simplesmente repugnantes. Pênis de touro, queijo com larvas, chips de mexilhão, pudim de galinha... Nas receitas “apetitosas” que os visitantes são convidados a comer nesse museu, não faltam sabores radicais.

Leia também
Eles não iam ao cabeleireiro há 10 anos e decidiram fazer uma transformação radical

Para Samuel West, o fundador do lugar, o objetivo dessa abordagem é, acima de tudo, demonstrar que a noção de gosto (e nojo) é apenas cultural. De fato, através de sua exposição, o museu quer explicar como algumas culturas julgam certas especialidades impróprias para o consumo, enquanto as mesmas são perfeitamente aceitas por outras.

Como este refrigerante popular entre os americanos, mas que para os suecos tem um gosto de creme dental. Ou como este vinho de arroz comercializado na Ásia onde ficam curtindo por vários meses... filhotes de rato! Basta dizer que para visitar este lugar, é melhor ter um bom estômago. E então, aceita uma sopa de morcego?

• André Lourenço
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações