De volta das férias, ela percebe que tinha uma mosca vivendo em sua testa

De volta das férias, ela percebe que tinha uma mosca vivendo em sua testa

Ao retornar de uma viagem a Uganda, esta mulher teve uma surpresa muito ruim...

Parece até ficção científica: como você não percebe que uma mosca se alojou... na sua testa? É a desventura que aconteceu a uma britânica, voltando de sua viagem a Uganda.

Surpresa ruim

A senhora de cinquenta anos teve a surpresa desagradável de descobrir que uma mosca de Lund havia se instalado em seu próprio rosto. Foi a BMJ Case reports, uma revista muito séria que nos conta a desventura desta mulher.

Um inchaço na testa

É um simples inchaço na testa que alertou a turista britânica, poucos dias depois de voltar de férias. Na emergência, os médicos explicam que é um furúnculo, provavelmente relacionado a uma picada de inseto. Três dias depois, ela retorna com novos sintomas: o rosto e as pálpebras estão inchados dessa vez. A dor também se intensificou na área afetada.

Um bom esconderijo!

O inchaço tinha um pequeno orifício, do qual saia um líquido estranho. Internada, a senhora tinha virado a hospedeira de uma larva da mosca de Lund! "A pequena abertura (na protuberância da testa, N. do E.) era na verdade um buraco que permitia que a mosca-bebê, ou seja, a larva, respirasse", disse em seu relatório Dr. Farah Shahi, especialista em doenças infecciosas, do York Teaching Hospital (Inglaterra). Ele foi o responsável pelo tratamento da paciente.

Uma mosca que gosta de peles finas

Para retirar a larva, os médicos decidem asfixiá-la aplicando... vaselina! Conseguiram retirá-la viva. Era uma larva da mosca Lund, uma espécie encontrada nas florestas da África Subsaariana. Elas geralmente parasitam os macacos e é extremamente raro que aconteça com humanos. E ainda mais raramente no rosto. Fã de pele fina, a pequena larva, ao que parece, não resistiu ao desejo de descobrir novos horizontes!

• André Lourenço
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações