Sem roupa nem Photoshop, cinquentona usa lingerie em campanha

Sem roupa nem Photoshop, cinquentona usa lingerie em campanha

A modelo Mercy Brewer, de 58 anos, causou ao posar de lingerie para uma campanha publicitária. As fotos não foram retocadas, provando que beleza não tem idade

Uma modelo está causando na Nova Zelândia por conta de um ensaio de lingerie. Peças provocantes? Não, os motivos são outros. Mercy Brewer, que estrela a campanha, tem 58 anos. Além disso, nenhuma de suas fotos passou por qualquer tipo de retoque no Photoshop.

Mercy é a estrela da nova campanha da grife de lingerie e moda praia local Lonely. Ela é escocesa e começou a carreira em Londres nos anos 1980 e trabalhou com super modelos Kate Moss, que está hoje com 44 anos. Vivendo na Nova Zelândia desde o início dos anos 2000, continuou sua carreira no mundo da moda mesmo fora da Europa.

Leia também
Esta mulher está grávida de 8 meses. Você vai alucinar ao ver o corpo dela

Para a campanha, a modelo de cabelos grisalhos e quase 1,77m de altura usa cabelo preso, pouca maquiagem, modelos de sutiã transparentes e calcinhas no estilo hot pants, que cobrem o umbigo. Nenhuma das fotos passou por retoques de Photoshop, o software de edição de imagens capaz de criar corpos tão perfeitos quanto irreais. Rugas, dobrinhas, manchas: está tudo lá, tal como é a beleza real e sem idade.

Mercy Brewer já havia participado de outro ensaio e desfiles para a Lonely no ano passado. A decisão de tê-la novamente à frente da marca foi uma maneira de dar mais visibilidade a pessoas que não recebem tanta atenção da mídia. Mercy ainda esteve na passarela da Semana de moda da Nova Zelândia, que aconteceu em agosto na cidade de Auckland.

A cinquentona afirma que recebeu bons retornos pela iniciativa, mas que já viveu situações difíceis por ser uma modelo fora dos padrões. Uma vez, foi ofendida por jovens embriagados que assistiam a um desfile realizado a céu aberto, que a chamaram de "vovó" e "nojenta". Apesar disso, as ofensas não encontraram espaço na plateia, formada majoritariamente por mulheres maduras. Elas reagiram ovacionando a modelo, emocionadas por verem uma mulher como elas naquele lugar de destaque.

Mercy afirma não se sentir muito diferente hoje de quando era mais jovem. "Se existe alguma diferença, é menos pressão. Não me preocupo com 'será que estou ficando com rugas, será que minha boca não é tão grande e exuberante quanto a de uma menina?". Eu sou o que sou e por isso sou contratada", explicou ela ao podcast neozelandês My Heels Are Killing Me. 

• Bruna Moura
Leia mais