Pela primeira vez uma mulher negra se torna Miss Grã-Bretanha

Pela primeira vez uma mulher negra se torna Miss Grã-Bretanha

A candidata a Miss Universo desse ano pela Grã-Bretanha será, pela primeira vez, uma mulher negra.

Honraria histórica

Dee-Ann Kentish-Rogers fez história depois de se tornar a primeira mulher negra a ser coroada Miss Universo da Grã-Bretanha e representará seu país nativo Anguila e o Reino unido na competição de Miss Universo.

Depois de competir em Newport, País de Gales, contra 40 outras mulheres da Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia, País de Gales e territórios ultramarinos britânicos, Dee-Ann Kentish-Rogers viajará para as Filipinas para ter a chance de ser coroada Miss Universo em dezembro.

Leia também
24 fotos de bebês que são a cara da boneca

“Eu me sinto muito honrada e acho que também é um privilégio para mim me tornar a primeira mulher negra a ser coroada Miss Universo da Grã-Bretanha”, disse Ann. “Eu acredito que essa é a direção que a competição está tomando nos últimos anos, pois a Inglaterra é uma nação diversificada, nós somos uma sociedade multicultural e chegou a hora dessa diversidade ser vista no palco para que outras meninas negras e de outras etnias possam ver que isso é algo que pode ser de todo mundo, não só de algumas de nós”, disse ela.

Quem é Dee-Ann Kentish-Rogers?

Dee-Ann Kentish-Rogers, vinda de Anguila, é uma atleta de competição que ganhou uma medalha de prata no heptathlon nos jogos da América Central e do Caribe, além disso, também ganhou uma medalha de bronze nos jogos CARIFTA.

Antes de ganhar a competição de Miss Anguila, Rogers revelou em entrevista à Pageants News que ela “costumava ser uma atleta de heptathlon e foi requisitada a participar de sete diferentes eventos de trilha num espaço de dois dias" revelou. “Para eu me sair bem em cada evento, eu tive que me disciplinar para acordar cedo para treinar, seguir uma dieta rígida, manter-me responsável e condicionar a minha mente para ganhar cada evento um de cada vez na competição focando na minha performance e execução naquele momento”, explicou.

Miss Universo da Grã-Bretanha

Dee-Ann Kentish-Rogers foi coroada Miss Universo da Grã-Bretanha 2018 em Newport, no País de Gales, dia 14 de julho, depois de ganhar de 40 outras mulheres para poder representar o país na competição oficial do Miss Universo.

Depois de se tonar a primeira mulher negra a receber essa honraria, Kentish-Rogers disse que “ainda não caiu a ficha... parece um pouco surreal, sinto como se eu estivesse andando nas nuvens. Ainda não me recompus depois da notícia”.

Os prêmios de Miss Reino Unido e Miss Grã-Bretanha não devem ser confundidos com o Miss Universo Grã-Bretanha. Essas competições são diferentes e levam as competidoras a diferentes lugares. Esta última é responsável por selecionar quem representará a Grã-Bretanha no concurso Miss Universo, competição que ganhou destaque depois que Steve Harvey chamou a vencedora errada em 2015.

A diretora nacional do concurso Miss Universo Grã-Bretanha fez a seguinte declaração: “Eu me sinto absolutamente honrada que Dee-Ann tenha ganhado o título esse ano [...] Dee-Ann é uma verdadeira modelo para todas as mulheres de todas as cores de pele, ela é um exemplo pelo seu dinamismo fora dos palcos e pela sua presença nos desfiles, eu acredito genuinamente que a Grã-bretanha tem chance de ganhar a coroa de Miss Universo esse ano”, completou.

• Bruna Moura
Leia mais