Ela espalha sangue no seu rosto para quebrar o tabu da menstruação

Ela espalha sangue no seu rosto para quebrar o tabu da menstruação

Para desdramatizar a menstruação e o tabu que a cerca, uma jovem decidiu publicar fotos dela com o rosto coberto de sangue, para mostrar que a menstruação pode ser "bela e poderosa".

Isso sim é um gesto militante! Demetra Nyx, uma coach sexual que vive na Califórnia, postou várias fotos em sua conta no Instagram para acabar com o tabu em torno da menstruação e desconstruir a ideia de que ela é algo sujo.

A americana publicou uma série de fotos na qual ela aparece com a face coberta de sangue. Sua mensagem? Provar que a menstruação é "bela e poderosa"

A americana de 26 anos publicou uma foto com uma mensagem clara: a palavra "shameless"- que significa "sem vergonha"- escrita em letras de sangue em sua coxa. 

Estimular a tomada de consciência

Demetra nyx contou sua história ao The Sun. Ela explicou que teve as suas primeiras regras com 12 anos e, primeiro, sentiu vergonha e achou nojento. Mais tarde, ela colocou um DIU, o que causou períodos menstruais excessivamente dolorosos. Ela retirou o contraceptivo depois de um ano. Neste período, ela reconectou-se com si mesma e mudou a opinião que tinha sobre sua menstruação

Depois da vergonha inicial, ela começou a falar abertamente sobre o assunto nas redes sociais. Ela começou a postar fotos de seu rosto ensanguentado. "Eu farei isso todos os meses até que as pessoas não fiquem mais chocadas. Eu farei isso até que todas as meninas aprendam que esta função natural do corpo não é suja ou nojento. Eu farei isso até que as mulheres parem de pensar que não podem ter relações sexuais durante as regras porque é repugnante", explicou no comentário de uma de suas fotos. 

Trazer um questionamento

Leia também
Mulher cria bonecas tão realistas que quase acaba na prisão

"Se eu faço algo muuuiito chocante, talvez alguém em algum lugar vá pensar: bom, se ela pode fazer isso, talvez eu não tenha que detestar minhas regras, afinal de contas. Talvez meu corpo não seja tão nojento, afinal de contas.", disse. 

Por agora, ela está longe de ser uma unanimidade, e parte dos comentários são muito negativos. Mas ela tem o mérito de conseguir fazer as coisas movimentarem-se e as fotos permitiram a geração de um questionamento sobre um sujeito que ainda é tabu. 

Gabriela Raposo
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações