Mulher entra em casa e encontra um leão dormindo em seu sofá
Mulher entra em casa e encontra um leão dormindo em seu sofá
Leia mais

Mulher entra em casa e encontra um leão dormindo em seu sofá

Uma mulher afirma ter encontrado um leão dormindo atrás do sofá. O animal passou seis horas em sua casa. 

Uma mulher do Oregon, nos Estados Unidos, passou por uma surpresa bem inusitada. Ao chegar em casa, percebeu que havia um puma atrás do seu sofá. O felino continuou lá por mais seis horas antes de querer partir.

O animal era uma onça-parda ou um puma. Esse felino é conhecido por estar espalhado por todo o Ocidente, desde a América do Sul, de onde é nativo, até o Canadá. Esse descendente dos gatos consegue sobreviver em condições extremas e são mais ativos a noite, tendo o costume de dormir bastante durante o dia.Esse encontro até então inimaginável aconteceu dia 8 de julho na cidade de Ashland, no Oregon, Estados Unidos, na casa de Lauren Taylor.

Depois de tomar água no pequeno lago do jardim da moradora, o felino entrou na casa por uma porta que estava aberta nos fundos. O post recebeu mais de 20 mil reações e compartilhamentos.“Que vida selvagem”, escreveu. “A porta estava aberta e o quarto tem plantas enormes e escadas construídas em volta de troncos reais de árvores, então ela provavelmente não deve nem ter percebido que ela estava dentro  de uma casa até ela estar mesmo dentro”, explicou sua hipótese.Depois de entrar na casa, o felino ficou assustado por causa da colega de casa de Taylor, que gritou ao ver o puma. Isso fez com que o animal corresse e se escondesse atrás do sofá, onde ele cochilou por várias horas. A dona da casa fez barulhos para acordar o felino mas mudou de ideia pois “olhou carinhosamente em seus olhos e se comunicou usando a língua felina do piscar dos olhos para acalmá-la”, disse Taylor.“Foi incrível perceber que isso funcionou. Eu olhei carinhosamente e daí pisquei os olhos com bastante força, aí ela fez o mesmo”, continuou.

Em seguida, ela conta que o grande gato voltou a dormir. “Claramente ela se sentiu segura e não mostrou nenhuma vontade de ir embora”.Quando o felino acordou pela segunda vez, Taylor disse que ela “novamente se conectou por meio de um olhar carinhoso e demonstrou confiança por meio do piscar dos olhos”.

Faltando poucas horas para o anoitecer, Taylor decidiu que era hora de prepará-la para ir embora sem causar muito sustou ou insegurança. A mulher usou uma bateria para encorajar o animal a ir embora da casa.Finalmente, o puma despertou e sabia bem o que fazer, “ela saiu andando pelas portas abertas, cruzou o quintal, o córrego, e passou o terreno vazio atrás de nós exatamente como nós mostramos a ela”, contou Taylor, que disse ter “uma extensa experiência em trabalhos com energia e animais”.“Foi um final perfeito para um encontrou abençoado que poderia ter sido perigoso”, afirmou. “É melhor que ela fique em segurança nas colinas e aproveite uma longa vida sendo um puma selvagem e saldável”.

Escrito por Pedro Souza
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações