Mãe estuda direito e vira espiã para achar assassino do filho

Mãe estuda direito e vira espiã para achar assassino do filho

Em Cuiabá, um jovem foi assassinado em uma festa. O criminoso fugiu e as investigações pareciam não levar a nada. Foi então que a mãe do rapaz decidiu tomar uma atitude.

Patrícia Gusmão, de 40 anos, perdeu o caçula Maik Joilson, de apenas 20, em uma festa. O rapaz participava do aniversário de um dos irmãos em um clube de Cuiabá quando Elton Victor Silvestre, conhecido como Vitinho, pulou o muro do clube. O jovem de 20 anos estava armado com uma pistola. Maik tentou apartar uma discussão entre Vitinho e outros participantes da festa e acabou recebendo 3 disparos. O criminoso fugiu do local.

Leia também
Choque: Leões famintos e doentes são criados para serem caçados na África do Sul

Maik morreu 3 dias antes de completar 20 anos. Patrícia perdeu o chão. Ela se frustrava com a demora das investigações. Foi então que decidiu estudar direito, para entender melhor os termos jurídicos do processo do filho. Patrícia também começou a investigar o caso por conta própria. Ela entrou no Facebook com um perfil antigo da irmã, adicionou parentes de Vitinho e começou a segui-los.

Até que uma prima de Vitinho anunciou que estava grávida e marcou o criminoso no post. Patrícia pediu para a delegada responsável pelo caso ajudá-la a encontrar a clínica onde o exame havia sido feito. Elas descobriram que se tratava de um município do Mato Grosso, e encontraram o foragido no local. Vitinho confessou o crime e foi indiciado por homicídio qualificado. Patrícia finalmente pode descansar tranquila, sabendo que a morte de seu filho não ficaria impune.

• Gouvea Aline
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações