Parto: como é feito um parto no hospital?

Parto: como é feito um parto no hospital?

Você está grávida e ainda não tem certeza sobre a maternidade onde dará à luz? O OhMyMag conta tudo sobre os prós e contras de um parto no hospital!

Parto no hospital

Há muitas vantagens em dar à luz em um hospital. É um ambiente médico, muito preparado em caso de problemas. Se este for o seu primeiro parto, você será guiado e acompanhado por uma equipe treinada que responderá todas as suas dúvidas.

Além disso, os cuidados pré e pós-parto geralmente são 100% cobertos pelo SUS ou pelo seu plano de saúde.

Saiba que você pode visitar várias maternidades para fazer a melhor escolha para que seu parto só lhe proporcione boas lembranças. Lembre-se de fazer todas as perguntas que lhe preocupam durante suas visitas, assim você evitará surpresas desagradáveis. Tente ser rápida na escolha da sua maternidade: quem escolhe primeiro é atendido primeiro!

Desvantagens do parto em um hospital

Existem poucas desvantagens em se dar à luz no hospital. A desvantagem mais importante é a falta de conforto, especialmente em alguns hospitais públicos. Há poucos quartos individuais, o que pode ser embaraçoso para algumas mães que precisam de paz e intimidade com seus recém-nascidos.

Exceto em caso de problemas, a duração da hospitalização após o parto é muito curta (de 48 horas a 3 dias, em média), você voltará rapidamente para casa! Os hospitais não garantem que o obstetra que o acompanha durante a gravidez esteja lá no dia do seu parto.

Não se preocupe, as equipes são competentes e garantem um bom atendimento, mesmo que só conheçam você pelo seu prontuário médico.

Alternativas para o parto no hospital

Cada vez mais mães estão escolhendo o conforto de uma clínica para dar à luz. As estruturas são menores, mais familiares. As opções podem ser atrativas: dar à luz na água, sob hipnose, na música ...

Leia também
Ultra-sonografia revela o que acontece quando se fuma durante a gravidez

Tenha cuidado com a conta que pode ser salgada! Informe-se com seu plano de saúde sobre a cobertura para esse tipo de parto em uma clínica particular.

Alguns pais decidem embarcar na aventura do parto domiciliar. Ainda muitas vezes criticado pelos médicos, é fortemente desaconselhado para uma gravidez de risco! Além disso, se você quer uma epidural, é necessário estar cercado por uma equipe médica e isso será impossível em casa.

Seja qual for a sua escolha final, é você quem dá à luz e, portanto, quem sabe o que é melhor para você e seu bebê.

Bruna Moura
Sem Internet
Verifique suas configurações