Como uma loja descobriu a gravidez de uma adolescente antes de seu pai
Como uma loja descobriu a gravidez de uma adolescente antes de seu pai
Leia mais

Como uma loja descobriu a gravidez de uma adolescente antes de seu pai

Uma jovem de 13 anos recebeu coupons para descontar em artigos de bebé e o seu pai foi surpreendido com a confirmação da notícia depois de confrontar a cadeia de lojas.

Por esta altura já não deve ser novidade para si que sempre que faz compras, compartilha detalhes íntimos sobre seus padrões de consumo com os retalhistas. Por sua vez, muitos desses retalhistas estudam esses detalhes para descobrir o que gosta, o que precisa e quais as ofertas mais propensas a faze-lo feliz. A Target  por exemplo, descobriu como extrair dados do seu útero, para descobrir se você tem um bebé a caminho antes mesmo de começar a comprar fraldas.

Charles Duhigg, repórter Nova Iorquino do New York Times vencedor de um prémio Pulitzer, descreveu em tempos como a Target tentou fidelizar futuros pais antes mesmo de se transformarem em compradores desenfreados - e leais - de todas os produtos em cores pastel, plástico e miniaturas. Charles conversou com o estatístico dessa altura da Target, Andrew Pole, sobre as pistas para o iminente pacote de alegria de uma cliente gestante que originou, entre outros, este caso insólito.

Basicamente a Target atribuía a cada cliente um número de ID de visitante, vinculado ao cartão de crédito, nome ou endereço de e-mail que se tornava num depósito que armazenava um histórico de tudo o que comprava bem como qualquer informação demográfica recolhida ou comprada de outras fontes. Através desses dados, os analistas da cadeia, faziam uma análise de compra de todas as mulheres que se inscreveram nos registros de bebés da Target no passado.

“Corremos teste após teste, analisando os dados e, em pouco tempo, surgiram alguns padrões úteis. Loções, por exemplo. Muitas pessoas compram loção, mas um dos nossos colegas notou que as mulheres com registo na categoria de bebés, compravam quantidades maiores de loção sem cheiro por volta do início do segundo trimestre. Um outro, observou que, em algum momento das primeiras 20 semanas, mulheres grávidas se abasteciam de suplementos como cálcio, magnésio e zinco. Muitos clientes compram sabão e bolas de algodão, mas quando alguém de repente começa a comprar sabonetes sem perfume e sacos XL de bolas de algodão, além de higienizadores de mãos e panos, significa que eles podem estar a chegar perto da data do parto. Isso, ou ter uma infeção bastante desagradável ..."

À medida que os computadores dos analistas percorriam os dados, eles conseguiam identificar cerca de 25 produtos que, quando analisados em conjunto, permitiam que fosse atribuído a cada cliente uma classificação de “previsão e fase de gravidez”. Mais do que isso, conseguiam inclusive estimar datas de parto, para que a Target pudesse enviar coupons em conformidade com o período exato da gravidez.

Dada a precisão da segmentação de dados, a Target começou a enviar coupons para itens de bebé para os clientes de acordo com suas pontuações de gravidez. E foi Duhigg, a este propósito, que partilhou a história que de tão boa parece até inventada. 

Um homem irritado entrou numa loja Target fora de Minneapolis, exigindo falar com um gerente: "A minha filha recebeu isto no correio", disse ele. “Ela ainda frequenta o ensino básico, e vocês enviam coupons para roupas de bebé e berços? Vocês estão a tentar incentivá-la a engravidar?"

O gerente não tinha ideia do que o homem estava a falar e olhou para o remetente. Efetivamente tinha sido dirigido à filha do homem e continha anúncios de roupas de maternidade, móveis para berçários e fotos de bebés sorridentes. O gerente pediu desculpas e reforçou o pedido passados alguns dias quando ligou ao cliente, em nome da Target, para se desculpar novamente.

No entanto durante o telefonema deu-se o inesperado; o pai ficou um pouco envergonhado e desabafou: "Tive uma conversa com minha filha", disse ele. “e acontece que tem havido algumas atividades na minha casa que eu desconhecia completamente. Efetivamente a minha filha está grávida e espera um bebé em agosto. Eu é que lhe devo um pedido de desculpas."

Por esta altura, também estamos certos que a maioria dos leitores achará esta história tão inquietante quanto pouco surpreendente, mas a verdade é que com todas as conversas na ordem do dia sobre a proteção de dados, esta recolha e análise da Target parecem tão esperadas quanto os bebés de seus clientes.

Assim e se não quiser ser você o próximo “alvo” de surpresa, o melhor mesmo é começar a prestar um pouco mais de atenção à publicidade com que é bombardeado diariamente nas suas pesquisas e tirar daí as suas conclusões.  

Escrito por Gouvea Aline
Última modificação
Sem Internet
Verifique suas configurações