Gordofobia: Pacientes obesos ignorados por profissionais inadequados

Gordofobia: Pacientes obesos ignorados por profissionais inadequados

Julgados, desprezados, algumas pessoas obesas não ousam se consultar! Tudo por causa de práticas "gordofóbicas". Te explicamos tudo.

Comilão e gordo pela própria vontade, assim são frequentemente criticados os obesos por haters. Na semana passada, Louane pagou o pato de novo. Felizmente, rapidamente apoiada por internautas e artistas, como Valérie Damidot, uma apresentadora rapidamente foi em socorro da jovem .

Perigos reais

"O obeso sempre tem a imagem do comilão que se entrega a um prazer solitário, de uma pessoa que se coloca fora do circuito dos adultos em um modo regressivo", confirma Dr. Bernard Waysfeld, psiquiatra e nutricionista. Além de degradar a estima que a pessoa tem dela, repetidas zombarias e provocações têm outras consequências inesperadas e muito perigosas. Algumas pessoas obesas explicam que simplesmente não vão a seus médicos e outros profissionais por medo de quebrar o equipamento, mas também por causa do comportamento "gordofóbico" de alguns deles. Uma reação que preocupa pois os pacientes arriscam sua saúde por essa prática.

Depoimentos

"Caros médicos, não se preocupe em me dar um sermão sobre o meu peso a cada gripe ou dor de garganta que eu venho consultar. Eu já sei que você gostaria que eu perdesse peso "para meu próprio bem” você diz. Obrigado, eu sei que eu eu sou gordo, obeso mesmo". Esse tipo de testemunho está longe de ser o único! Foi publicado no site da Streepress em 2017 como uma "Carta Aberta". Infelizmente, as coisas não mudaram muito desde então.

Uma "gordofobia" padronizada?

Leia também
A triste reação de um bebê orangotango abandonado, quando entra em contato com humanos

Revelado por muitas testemunhas, alguns profissionais da saúde são muito ofensivos com seus pacientes. Fazem comentários que, às vezes, se transformam em insultos: "Você tem os dois joelhos danificados pela artrose, mas como, de qualquer maneira, não fazemos próteses para mamutes, não podemos fazer nada por você" , disse para o jornal Figaro a Dra. Vanessa Folope, Chefe e Coordenadora Médica do Centro de Especialidade em Obesidade de Alta-Normandia, na França.

Violência também mostrada por alguns estudos científicos: a paciência e o desejo de ajudar os pacientes diminuiriam em função e à medida que o IMC dos pacientes obesos aumenta... Um comportamento denunciado hoje em dia por muitas pessoas, indignadas com tais práticas. Para contrariar esta tendência negativa, foram criados estágios em alguns hospitais para ajudar os profissionais de saúde a tomar consciência da questão, vestindo literalmente o peso dos seus pacientes obesos, através de um macacão com pesos. Felizmente, esse fenômeno só diz respeito a uma parte dos profissionais e a denúncia desses comportamentos "grosseiros" só aumenta. Além da falha humana, deve-se notar que o equipamento nem sempre é adaptado (veja vídeo).

• André Lourenço
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações