Você prefere ter cachorro ou gato? Veja o que isso quer dizer

Você prefere ter cachorro ou gato? Veja o que isso quer dizer

Um estudo de psicologia conseguiu determinar o motivo de você preferir cães ou gato.

Você já parou para pensar no porquê de você preferir os cães aos gatos? Um estudo desenvolvido na Universidade da Flórida conseguiu, com base na literatura da psicologia, determinar alguns traços de personalidade das pessoas que preferem os cachorros aos gatos. Leia e assista esse artigo e tire você mesmo suas conclusões.

Há um grande debate sobre o que é melhor ou o que é preferível em termos de bichos de estimação, gato ou cachorro. Mas pesquisas recentes em pergunta à população mostraram que quem ganha a enquete é o melhor amigo do homem. Estes, aliás, são capazes de mentir para conseguir o que querem, diferente dos gatos.

A pesquisadora que liderou o estudo mencionado partiu da teoria da propriedade psicológica. De acordo com essa teoria, nós nos atemos mais a alguma coisa quando nós temos o sentimento de possuí-la. Apesar disso, o sentimento de possessão se desenvolve, especialmente, quando acreditamos que controlamos a coisa em questão. Partindo desse enunciado, a pesquisadora tentou determinar se o sentimento de controle era mais forte nos donos de gatos ou cachorros e se isso influenciaria na atenção que damos aos nossos animais de estimação.

O sentimento de controle e o amor pelo animal

Então, o caminho da pesquisa foi perguntar aos donos de cães e gatos se eles tinham o sentimento de controlar seus animais, mas também se eles aceitavam gastar muito dinheiro com a saúde deles. Essas perguntas serviram para determinar a relação de controle e amor pelo animal de estimação. Assim, os donos que têm o sentimento de controlar seus animais gastam efetivamente mais dinheiro com a saúde deles. Entretanto, os donos de cachorro têm a tendência de aceitar de forma mais fácil o emprego de muito dinheiro na hora de cuidar da saúde do seu animal.

Dessa forma, a pesquisadora pode confirmar que se nós preferimos os cães em vez de gatos é porque nós achamos que temos mais controle sobre eles.

Leia também
Mulher é presa depois de uma descoberta assustadora em sua casa

Junto a isso, ela também aproveitou a oportunidade para perguntar para os donos dos animais se seus pets tinham um comportamento mais ligado a um cachorro ou a um gato. E com as suas respostas, foi possível ver que os cachorros que, de acordo com seus donos, agem como gatos, são menos queridos que os gatos que se comportam como cachorros. Enfim, Andrea Gustello demonstrou com seus dados e conclusões que o que nós gostamos não bem do cachorro ou do gato, mas sim do sentimento de controle que acreditamos ter sobre o animal de estimação.

Ao associarmos esses resultados a traços da personalidade, é possível deduzir de certa forma as preferências das pessoas. Por exemplo, Edgar Allan Poe, escritor inglês, sombrio e antissocial, preferia muito provavelmente os gatos. Por outro lado, Ringo Starr, o baterista dos Beatles, sociável, pé no chão, provavelmente preferia cachorros. É interessante observar a que ponto esses traços de personalidade correspondem aos das pessoas à nossa volta e chegar a uma conclusão a partir disso se elas preferem cachorros ou os felinos. Você se encaixa nesse padrão?

Entenda melhor sobre este estudo assistindo ao vídeo acima! 

(Fonte: Psychologue.net) 

Gouvea Aline
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações