Fibromialgia: novo tratamento promete reduzir dor crônica

Fibromialgia: novo tratamento promete reduzir dor crônica

Novo tratamento para a fibromialgia foi desenvolvido por pesquisadores brasileiros e pode chegar ao mercado em 2019.

Pesquisadores brasileiros desenvolveram um novo tratamento que promete diminuir os efeitos da fibromialgia, doença que atinge de 5% da população brasileira e afeta famosos como a cantora Lady Gaga.

O uso de laser e ultrassom pode atenuar consideravelmente a dor crônica causada pela síndrome.Segundo um artigo publicado no Journal of Novel Physiotherapies pelo Centro de Pesquisas em Óptica e Fotônica (CEPOF/FAPESP), o uso de um equipamento que combina a aplicação de ultrassom terapêutico e laser de baixa intensidade nas palmas das mãos dos pacientes de fibromialgia obtiveram melhores resultados na redução da dor.

Leia também
Manicure: o que acontece com o corpo 10 horas após pintarmos as unhas

A técnica se difere de terapias tradições, que realizam as aplicações diretamente nos pontos de dor - em especial no músculo trapézio, localizado na parte de trás do pescoço. Cerca de 48 portadoras de fibromialgia, com idades entre 40 e 65 anos, participaram do estudo, orientado por Vanderlei Salvador Bagnato, professor titular e diretor do Instituto de Física de São Carlos, da Universidade de São Paulo (IFSC-USP).

O estudo concluiu que três minutos de laser e ultrassom aplicados nas palmas das mãos durante dez sessões, duas vezes por semana, ofereceu melhora na condição de saúde das pacientes. Isso é possível porque pessoas que sofrem com fibromialgia possuem mais neurorreceptores nessa área do corpo.Além da ação analgésica do tratamento, que evita o uso de medicamentos, os participantes da pesquisa relataram melhorias no sono e na qualidade de vida em geral. Os pesquisadores esperam que o equipamento capaz de proporcionar este novo tratamento chegue ao mercado em 2019.

Mas o que é fibromialgia?

A fibromialgia é uma doença crônica, que não tem cura. Ela atinge principalmente mulheres e causa dores permanentes em quase todo o corpo, ainda que o paciente não apresente nenhum tipo de lesão. Entre os sintomas, estão também formigamento, problemas de memória, enxaqueca e fadiga extrema.A doença é altamente incapacitante. Não se sabe quais são suas causas, o que dificulta o desenvolvimento de tratamentos 100% eficazes. Acredita-se que ela acontece devido a alterações cerebrais na área responsável pela manifestação da dor. Por isso seu combate é paleativo.

Atualmente, apenas os seus sintomas podem ser tratados com o uso corrente de medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos, além de atividades físicas, como yoga. Acompanhamento psicoterápico também é recomendado, já que muitos quadros de fibromialgia estão associados a depressão, ansiedade e dificuldade de concentração.O ator Morgan Freeman e a cantora Sinead O'Connor (atualmente conhecida como Magda Davitt) são alguns dos famosos que já declararam publicamente sofrerem com a síndrome. Lady Gaga, que também é portadora de fibromialgia, cancelou sua vinda ao Rock in Rio no ano passado durante uma crise.

• Bruna Moura
Leia mais