Dor nas costas é a quinta maior causa de afastamentos do trabalho

Dor nas costas é a quinta maior causa de afastamentos do trabalho

Dados recentes revelam que as dores nas costas têm afetado não só os pacientes, mas também muitas empresas. Veja 5 dicas de alongamentos para evitá-las. 

As licenças temporárias motivadas por dorsalgia, como pode ser chamado qualquer tipo de dor nas costas, tem sido motivo de alerta não só para os empregadores, mas também para a comunidade médica. De acordo com dados divulgados pelo Ministério do Trabalho brasileiro, este incômodo é o quinto principal motivo de afastamentos dos empregos por mais de 15 dias consecutivos, ficando atrás apenas dos casos de fraturas nos ossos. 

Tendo em conta todo o território nacional, em 2017, foram 12.073 ocorrências – o que corresponde a 6,13% do total de 196.754 afastamentos. Fraturas de punho e mão, de pernas e tornozelo, de pé e de antebraço ficaram na frente, de acordo com o levantamento. 

A queixa mais comum das pessoas é a região lombar e, muitas vezes, o problema tem origem muscular ou nos ligamentos. As atividades que envolvem movimentação manual de cargas são as que tendem a oferecer mais riscos, seguidas de perto pelos profissionais que exercem funções que os obrigam a ficar numa mesma posição por um longo período. 

Entre as profissões que mais requerem afastamentos motivados por dorsalgia estão as de fabricação de automóveis, motoristas de longas distâncias, entrega de encomendas, comércio atacadista de bebidas, coletas de resíduos, construção civil e funções hospitalares. 

Para prevenir a dor nas costas, é importantíssimo fazer pausas para descanso durante a jornada de trabalho e praticar exercícios de alongamento ou ginástica laboral com frequência, de preferência no início e no final do dia. 

Veja abaixo cinco dicas de alongamentos que irão te ajudar a movimentar o corpo enquanto trabalha:

1 – Panturrilhas (ou batatas da perna)

Apoie as mãos numa cadeira firme, incline o corpo pra frente e mova o quadril na mesma direção, fazendo com que a perna de trás fique bem esticada. Quando começar a sentir o alongamento na região, mantenha-se na posição por 30 segundos. Depois, troque de perna e repita os movimentos. 

2 – Membros superiores

Apoie as duas mãos no encosto de uma cadeira, flexione os joelhos e estique os braços. Tente colocar o seu tronco na posição horizontal e bem reto. Sustente por 30 segundos. 

3 – Coluna

Sente-se numa cadeira com as pernas levemente afastadas, fique com a coluna reta e o peito bem aberto. Inspire fundo e, quando começar a expirar, gire o tronco para a direita o máximo que conseguir. Segure por 30 segundos, retorne à posição inicial, e repita o movimento para o outro lado. 

Leia também
Jovem acorda com o corpo coberto de hematomas e médicos dão diagnóstico assustador

4 – Pescoço

Fique em pé, afaste ligeiramente as pernas (pés na mesma direção do ombro) e mantenha a coluna reta. Apoie a mão direita sobre a orelha esquerda e empurre-a lentamente em direção ao ombro direito, fique nesta posição por 30 segundos e, depois, faça a mesma coisa com o lado esquerdo. 

5 – Para finalizar

Sentado numa cadeira e com os pés apoiados no chão com firmeza, comece a curvar o seu tronco para frente e para baixo, simultaneamente. Tente colocar as mãos no chão. Neste exercício, o objetivo é encostar o peito no joelho e conseguir relaxar ombros, braços, costas e cabeça. Fique assim por, pelo menos, 30 segundos.  

Gouvea Aline
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações