Clientes de um SPA contraem HIV após um tratamento facial

Clientes de um SPA contraem HIV após um tratamento facial

As duas vítimas são mulheres que fizeram o Facelift do Vampiro, um procedimento que usa o sangue da própria pessoa para rejuvenescer a pele.

A falta de responsabilidade e de higiene de um SPA na região do Novo México, nos Estados Unidos, fez com que duas das suas clientes contraíssem HIV após realizarem um procedimento facial. Segundo a Secretaria de Saúde local, a contaminação ocorreu porque as agulhas e seringas, algo que nunca deve ser emprestado, utilizadas em um dos tratamentos estéticos oferecidos estavam contaminadas com o vírus.

Leia também
Ele vai na academia 5 vezes por semana, e não é para se admirar na frente do espelho

Após a descoberta da doença nessas duas mulheres, mais de 100 ex-clientes do VIP SPA fizeram também testes de HIV e de outras doenças transmitidas por meio de contato com o sangue humano. Eles estão em acompanhamento médico e psicológico e a clínica foi fechada após o escândalo vir à tona.

As vítimas tinham passado por um tratamento facial conhecido como Vampire Facelift (ou Facelift do Vampiro, em português) – que usa o próprio sangue do paciente para lhe dar um aspecto mais jovem ao rosto. Famosas como Kim Kardashian, Angelina Jolie e a apresentadora brasileira Luciana Gimenez são adeptas.

Assista no vídeo mais informações sobre como funciona o Facelift do Vampiro.

 (Fonte: Womens health /Imagem: Getty) 
Gouvea Aline
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações