Clientes de um SPA contraem HIV após um tratamento facial
Clientes de um SPA contraem HIV após um tratamento facial
Leia mais

Clientes de um SPA contraem HIV após um tratamento facial

As duas vítimas são mulheres que fizeram o Facelift do Vampiro, um procedimento que usa o sangue da própria pessoa para rejuvenescer a pele.

A falta de responsabilidade e de higiene de um SPA na região do Novo México, nos Estados Unidos, fez com que duas das suas clientes contraíssem HIV após realizarem um procedimento facial. Segundo a Secretaria de Saúde local, a contaminação ocorreu porque as agulhas e seringas, algo que nunca deve ser emprestado, utilizadas em um dos tratamentos estéticos oferecidos estavam contaminadas com o vírus.

Após a descoberta da doença nessas duas mulheres, mais de 100 ex-clientes do VIP SPA fizeram também testes de HIV e de outras doenças transmitidas por meio de contato com o sangue humano. Eles estão em acompanhamento médico e psicológico e a clínica foi fechada após o escândalo vir à tona.

Jovem acorda com o corpo coberto de hematomas e médicos dão diagnóstico assustador
Leia também
Jovem acorda com o corpo coberto de hematomas e médicos dão diagnóstico assustador

As vítimas tinham passado por um tratamento facial conhecido como Vampire Facelift (ou Facelift do Vampiro, em português) – que usa o próprio sangue do paciente para lhe dar um aspecto mais jovem ao rosto. Famosas como Kim Kardashian, Angelina Jolie e a apresentadora brasileira Luciana Gimenez são adeptas.

Assista no vídeo mais informações sobre como funciona o Facelift do Vampiro.

 (Fonte: Womens health /Imagem: Getty) 
Escrito por Gouvea Aline
Última modificação
Sem Internet
Verifique suas configurações