Mulher encontra doador do esperma que gerou sua filha 12 anos após o parto

Mulher encontra doador do esperma que gerou sua filha 12 anos após o parto

Após inseminação artificial, mãe encontra o doador do esperma 12 anos após o nascimento de sua filha. Eles se tornaram namorados.

Uma história impressionante 

Uma impressionante história aconteceu nos Estados Unidos e deixou o mundo todo intrigado: após recorrer ao banco de esperma para engravidar, a mãe encontrou o doador 12 anos após o nascimento da filha. Jessica Share é bissexual e no ano de 2005 se encontrava em um relacionamento estável com uma mulher, e ambas sonhavam em ter um filho ou uma filha juntas. Por motivos óbvios, o processo de gerar filhos por meios naturais não estava em questão, e foi quando Jessica decidiu investir em um banco de esperma para conseguir gerar um bebê. Em entrevista à BBC, a jovem conta que foi difícil achar um doador, e que pensou até mesmo em alguém que fosse conhecido, mas achou melhor não: "Minha namorada sugeriu que seu cunhado poderia ajudar. Ele foi receptivo, mas eu fiz um curso sobre direito de gays e lésbicas oferecido pelo departamento de Direito da minha universidade, e logo desisti da ideia de um doador conhecido. Os tribunais eram famosos por dar a eles o direito à custódia, classificando a doação do espermatozoide como um ato de paternidade. Quando as mães biológicas morriam, as crianças eram levadas para viver com homens que mal conheciam."

Leia também
O irmão dela morreu em um acidente de carro. 10 anos depois, ela recebe um emocionante presente no dia de seu aniversário

Assim, elas conseguiram encontrar um banco de esperma em que os doadores anônimos estavam impedidos legalmente de obter a guarda da criança caso alguma coisa acontecesse, e então elas decidiram procurar algum doador parecido com elas: "Procuramos um doador parecido com minha companheira - que até então era minha esposa - escolhendo alguém de estatura e peso medianos, com cabelos castanhos ondulados, que tinha estudado literatura e gostava de esportes", contou Jessica. Dito e feito: elas tiveram então a filha, Alice.

Depois de alguns desentendimentos, Jessica se separou da ex-mulher e passou a morar sozinha com a filha. Com a idade já avançada, Alice, a filha, começou a ter dúvidas sobre quem era seu pai, ou onde ele estava, e por que ela nunca o havia visto. Foi então que a mãe decidiu procurar o doador. Antes disso, ela conta que nunca havia pensado em quem seria a pessoa que doou o esperma.

O poder das redes sociais

Procurando através da internet e também das redes sociais, Jessica conseguiu encontrar o rapaz doador, Aaron Lang. "Em outra rede social, descobri um cara de Seattle chamado Aaron Long. O perfil tinha fotos dele na escola ao longo de diferentes anos. Não havia dúvida. Minha filha faz aquela mesma cara de bobo", contou ela na entrevista. Ela decidiu entrar em contato com o rapaz. Depois de muita conversa, eles decidiram então se submeter a um teste de DNA, que acabou comprovando que Aaron era realmente o pai de Alice. Com toda essa história, tanto Jessica quanto Aaron começaram a ficar realmente próximos, e após alguns encontros e conversas, acabaram engatando em um relacionamento sério. Algumas características da filha que estavam presentes também em Aaron fizeram com que Jessica se apaixonasse, e hoje eles levam uma vida feliz em família. Histórias como essa não são tão raras, um exemplo é o caso de outra mãe que acabou se relacionando com o pai doador que gerou sua filha, depois de ver em seu perfil que ele gostaria de encontrar os filhos. Quem diria, hein? 

Gouvea Aline
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações