Eleita como deusa aos 3 anos, menina permanecerá isolada até a puberdade

Eleita como deusa aos 3 anos, menina permanecerá isolada até a puberdade

Seguindo a tradição dos sacerdotes hindus de Catmandu, no Nepal, uma menina de 3 anos foi entronada como a encarnação da deusa Taleju e ficará presa em um templo até a puberdade. 

Em outubro deste ano, a pequena Trishna Shakya foi entronada vestindo um manto vermelho e depois levada à Durbar Square, uma praça histórica de Catmandu. A nova "Kumari" está associada à deusa Hindu Taleju, representando sua encarnação na Terra. Ela foi escolhida de acordo com critérios físicos específicos, como um "peito de leão" e "pernas de veado". Ela também deve provar sua bravura segurando as lágrimas durante o sacrifício de um búfalo.  

A tradição determina que a que Kumari permaneça no palácio até sua primeira menstruação. Apenas durante feriados religiosos ela poderá sair, mas será sempre carregada, porque seus pés não devem pisar o solo "impuro".  

Leia também
Esta menina nasceu com o coração fora do corpo

Os defensores dos direitos da criança e os pais da menina são céticos em relação ao costume. O pai de Trishna disse: "Meus sentimentos estão divididos. Minha filha tornou-se a nova Kumari, e isso é bom, mas também há tristeza por ela se separar da gente". O novo status força a menina a viver às margens da sociedade. Embora sua educação seja feita no palácio, ela terá dificuldade em readaptar-se após o reinado, como aconteceu com suas antecessoras.

• Bruna Moura
Leia mais