Mulheres precisariam de dias com 28 horas, afirma pesquisa
Mulheres precisariam de dias com 28 horas, afirma pesquisa
Leia mais

Mulheres precisariam de dias com 28 horas, afirma pesquisa

Para dar conta de tudo, as mulheres precisariam de dias maiores. Segundo pesquisadores, o excesso de atividades está prejudicando o sono e bem-estar delas.

A vida corrida é uma constante para as mulheres, principalmente aquelas que encaram a jornada tripla de casa, filhos e trabalho. Uma pesquisa de uma marca de cosméticos americana descobriu que elas precisariam de cerca de quatro horas a mais por dia para fazer tudo que precisam, o que inclui ter uma boa noite de sono.

O estudo da Olay ouviu 2.000 mulheres, que responderam a questionários pelo site OnePoll.com. Seis em cada dez gostariam de ter dias mais longos, com uma média de três horas e 36 minutos a mais de tempo extra para dar conta de vida social, afazeres domésticos e carreira. Os pesquisadores concluíram também que, se os dias tivessem 28 horas, as mulheres passariam mais tempo aprendendo coisas e fazendo aquilo que gostam ao lado de amigos e parceiros. Mais de 25% delas dedicariam mais tempo aos exercícios.

Metade das participantes afirmam estar dormindo menos e trabalhando mais para dar conta de todas as atividades. Isso significa que elas estão descansando apenas seis horas e meia por noite, em vez das oito horas de sono diárias indicadas pelos médicos. 1/5 delas acorda por volta das 6h da manhã e mais de 1/4 se deita por volta da meia-noite.

O resultado disso são olhos vermelhos, olheiras, pele com aspecto cansado e dificuldade de concentração. Mais de 1/3 das participantes disseram que se preocupam com o que os colegas pensam de seu aspecto físico depois de uma noite mal-dormida. "É muito empoderador ver tantas mulheres vivendo a vida ao máximo, mas é importante ter cuidado com o que precisamos dar em troca por isso, principalmente quando se trata da nossa pele", explicou a dra. Frauke Neuser, cientista da Olay, ao The Sun.

Segundo o levantamento, mulheres de 25 a 35 anos são as que mais colocam a vida social, hobbies, atividades físicas e outros compromissos acima do sono. 1/5 delas afirmam também estar trabalhando mais, o que deixa menos tempo ainda para dormir. "A pesquisa mostra que a mulher está se empoderando e aproveitando mais a vida, mas, por outro lado, também acrescentando mais horas no trabalho ao seu dia a dia. É importante tirar um tempo para você mesma e aproveitar para relaxar ou a agitação vai tomar esse espaço", finaliza.

Escrito por Gouvea Aline
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações