Férias infernais: seu bebê se contagiou na viagem, ficou coberto de feridas e suas unhas caíram

Férias infernais: seu bebê se contagiou na viagem, ficou coberto de feridas e suas unhas caíram

A mãe está furiosa, diz que a agência de viagens deveria ter avisado que no país de destino essa doença é muito comum em bebês.

Tracey e Kieran decidiram se casar em um lugar exótico, banhados pelo sol e longe do céu cinza. Eles escolheram a República Dominicana. O evento foi, sem dúvida, um dos grandes momentos de suas vidas. Por isso, decidiram não deixar nada ao acaso e contrataram os serviços de uma agência de viagens para planejar tudo.

No entanto, a viagem ao paraíso logo se tornou uma descida ao inferno. Na chegada, sua filha de 1 ano de idade desenvolveu uma erupção enorme que se espalhou por todo o corpo. Cobriu as pernas, a boca e as mãos. No momento em que a menina começou a perder as unhas, a mãe ficou ainda mais preocupada.

Quando foram ao médico, confirmaram que se tratava da febre aftosa (HFMD sigla em inglês). Essa doença contagiosa é muito comum em crianças menores de 5 anos e que, se não piorar, não é muito perigosa. O único tratamento é aliviar o desconforto das erupções cutâneas e, claro, controlar a febre.

No entanto, a doença é altamente contagiosa. Tracey acredita que a agência de viagens deveria tê-la informado disso, acreditando que a negligência da agência expôs sua filha a um risco excessivo.

Leia também
Mulher cria bonecas tão realistas que quase acaba na prisão

Seria responsabilidade da agência comunicar a existência de doenças comuns do lugar em que estamos indo visitar? Ou será que a mulher está exagerando? Uma agência de viagens deve informar que há leões em um safári ou que você pode se molhar ao visitar uma cachoeira?

As imagens da menina são muito fortes. Assista o vídeo e nos diga o que você pensa.

Fonte: The Sun Imagem: Deadline News/ Getty

Andressa Zabeu
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações