Ela drogava crianças e colocava em caixões. Anos depois, ela foi nomeada para o Prêmio Nobel da Paz

Ela drogava crianças e colocava em caixões. Anos depois, ela foi nomeada para o Prêmio Nobel da Paz

Seu nome era Irena Sendler. Ela foi uma enfermeira polonesa durante o tempo da Segunda Guerra Mundial. Participou ativamente da resistência polaca. Aqui está a sua história.

Irena nasceu em Varsóvia, na Polônia, em 15 de fevereiro de 1910. A vocação de Irene surgiu seguindo o exemplo de seu pai, Stanislaw Krzyżanowski. Famoso médico, ele morreu em 1917 de tifo infectado por alguns pacientes que outros médicos não queriam curar.

Leia também
Mulher cria bonecas tão realistas que quase acaba na prisão

Quando os judeus de Varsóvia eram confinados aos guetos, Irena tornou-se parte da ZEGOTA, um conselho de ajuda aos judeus. Desde o início, ela foi um dos membros mais ativos para ajudar os mais necessitados, incluindo crianças. Descubra toda a história de Irene no vídeo acima.

Vítimas do Holocausto

Como sabemos, as vítimas do Holocausto são cerca de 15 a 17 milhões de pessoas. Envolve pessoas de vários gêneros e de todas as idades (sem qualquer consideração pelos idosos e crianças). No total, quase 6 milhões de judeus foram exterminados entre 1933 e 1945.

Depois, o dia 27 de janeiro, foi estabelecido como o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.

André Lourenço
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações