Cassoulet: a nova tendência da culinária, de Nova Iorque a Osaka

Quem diria... De Nova York a Osaka, a última sensação da culinária que enlouquece o paladar dos amantes da boa comida não é outro, senão o cassoulet. E sim, enquanto os franceses adoram os pratos vindos de outros países, no outro lado do mundo é uma receita típica do sudoeste que faz o rebuliço.

Uma novidade surpreendente. Embora cada estação traga suas inovações no que diz respeito à culinária, longe das fronteiras francesas os amantes da boa comida estão descobrindo o cassoulet. "No inverno, poucos pratos são tão satisfatórios e reconfortantes quanto esse cozido de feijão branco, preparado lentamente na gordura animal", explica um artigo do New York Post. Especialidade da região francesa de Languedoc, o prato recebeu o nome das panelas de barro cozido e esmaltado fabricadas em Issel, e é apresentado no dia-a-dia do nova-iorquino como o alimento "perfeito para essa época do ano".

Cassoulet: "O novo lamen"

Jimmy Carbone, proprietário da cervejaria Jimmy, na 43rd Street, em Nova York, disse ao jornal New York Post que sua competição culinária de cassoulet nunca atraiu tantas pessoas. "Há oito anos, quando lançamos o festival, recebemos principalmente pessoas com mais de 50 anos, nostálgicos dos bistrôs franceses. Mas com a abertura dos novos bistrôs, como o Dirty French, a clientela rejuvenesceu radicalmente . O cassoulet se tornou tendência. É o novo lamen ". Os restaurantes Benoit, de Alain Ducasse, chegaram a trazer para este lado do Atlântico o Dia Nacional do Cassoulet: um evento celebrado em 13 cidades norte-americanas, que oferece adaptações da receita.

Ela come 10.000 calorias por dia para ser modelo!
Leia também
Ela come 10.000 calorias por dia para ser modelo!

O país do sol nascente também se rendeu ao cassoulet

Além do sucesso nos Estados Unidos, o cassoulet também chegou ao Japão. O jornal francês Midi Libre informou que uma delegação de jornalistas, donos de restaurantes e de confeitarias visitou a região para encontrar Philippe Solovieff, proprietário do La Calèche à Peyrens em Aude, na França. O motivo? Exportar sua receita do prato ao país do sol nascente. "As amostras até foram enviadas ao arquipélago para criar cópias exatas da especialidade. O chefe francês será o embaixador do cassoulet em Osaka, de 14 a 18 março. Ele terá como missão servir entre 2.000 e 3.000 porções de cassoulet ", informou o jornal regional. O boom da culinária acontece, algumas vezes, onde menos se espera.

Escrito por Pedro Souza
Última modificação
Frutas e legumes com formas bem estranhasFrutas e legumes com formas bem estranhas

Sem Internet
Verifique suas configurações