Demi Lovato: déficit de memória preocupante dois dias antes da overdose
Demi Lovato: déficit de memória preocupante dois dias antes da overdose
Leia mais

Demi Lovato: déficit de memória preocupante dois dias antes da overdose

Hospitalizada desde 24 de julho após uma overdose, Demi Lovato deu sinais de alerta dois dias antes, e bem na hora do show

Demi Lovato não está em seu melhor quando o assunto é drogas. Já tendo passado por uma desintoxicação aos 17 anos, a cantora de 25 anos luta, há vários anos, contra a dependência por cocaína e outras substâncias psicotrópicas. Pelo menos ela tenta.

No último mês de junho, ela lançou um novo single chamado Sober (Sóbrio, em português), onde fala de seus diversos vícios. Frases como “estou morrendo por dentro”, “sinto muito”, “não quero mais lutar” soaram como um pedido de ajuda. Depois do acidente, as previsões da música se mostraram realidade para os fãs.

Como um sinal

Dois dias antes do drama, essa mesma música acionou o alarme de perigo. Ela se apresentava no palco da California Mid-State Fair, nos Estados Unidos, quando começou a entoar Sober. Um momento que deveria ser bem intenso com o público, mas a ex de Joe Jonas infelizmente teve muita dificuldade para chegar ao final da música: como podemos ver em diversos vídeos compartilhados pelos fãs, a cantora não se lembrava da letra. Depois de tentar retomar, com a ajuda incondicional dos admiradores, ela acabou soltando um “M****, não lembro mais a letra”, bem no microfone.

Um final de altos e baixos, até que a protagonista de Camp Rock foi encontrada inconsciente em sua casa em Hollywood Hill no último dia 24 de julho.

“Ela ficou sóbria por um tempo, mas não durante os 6 anos”

Um conhecido que passou a noite de 23 de julho com a cantora falou um pouco sobre o estado psicológico dela: para ele, ela teria passado “uma noite de excessos com os amigos”. Amigos que tinham tudo previsto para passar dos limites, se armando com Narcan, medicamento administrado em caso de overdose por heroína. Esse informante misterioso acrescentou que essas “pessoas com quem ela anda nos últimos tempos não são seus verdadeiros amigos. Eles não pensam em seu bem-estar. Ela afastou seus verdadeiros amigos.” Uma descida ao inferno que ela acabou acelerando.

No momento seu estado é preocupante, já que ela se recusa a cooperar com quem quer cuidar dela.

Escrito por Pedro Souza
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações