Atores que perderam o papel antes ou durante a filmagem de seus filmes de sucesso

• Bruna Moura
Jean Claude Van Damme: ele seria o alien de “O Predador”, mas o diretor Joel Silver não gostou da sugestão de que o vilão extraterrestre fosse um boxeador
Lindsay Lohan: sua vida louca nas baladas acabou fazendo com que os produtores de “O Outro Lado” a demitissem por render pouco
Mel Gibson: acusado de violência doméstica, racismo, antissemitismo e homofobia, ele acabou sendo descartado das gravações de “Se Beber, não Case! Parte 2”
Sylvester Stallone: ele fez tantas mudanças no roteiro que acabou perdendo o papel de protagonista de “Um Tira da Pesada” para Eddie Murphy
Christian Bale: o conturbado não que virou sim para fazer "Psicopata Americano"

Nem sempre a escolha de um protagonista é certeira. Alguns diretores e produtores acabam mudando de ideia no meio do caminho, seja por insatisfação com o trabalho ou por incompatibilidade com o papel. Conheça o caso desses atores que acabaram sendo demitidos dos filmes em que estavam trabalhando.

Ryan Golsing: ele achou que deveria ganhar uns quilinhos para interpretar o pai de uma menina morta em “Um Olhar do Paraíso” (2000), mas o diretor Peter Jackson não gostou do que viu e acabou demitindo o ator.

Jean Claude Van Damme: ainda antes da fama, o ator foi convidado para interpretar o alien de “O Predador” (1987). Van Damme insistiu tanto para que o extraterrestre fosse um boxeador que acabou perdendo a chance de contracenar com Arnold Schwarzenegger.

Leia também
Você sabe por que o rosto de Tom Hardy sempre aparece escondido nos filmes de Christopher Nolan?

Lindsay Lohan: a atriz passou por um conturbado momento de festas e escândalos e acabou perdendo os papéis em “O Outro Lado” (2011) e Lovelace (2013).

Mel Gibson: as acusações de violência doméstica, racismo, antissemitismo e homofobia fizeram com que ele não fosse bem-visto pela equipe de “Se Beber, não Case! Parte 2” (2010) e o ator acabou perdendo seu papel para Liam Neeson.

Sylvester Stallone: o ator estava em alta nos anos 80, mas sugeriu tantas mudanças no roteiro de “Um Tira da Pesada” (1984), para reduzir o tom de comédia, que acabou perdendo o papel de protagonista para Eddie Murphy.

Eric Stoltz: ele começou a gravar “De Volta para o Futuro”, mas o diretor Robert Zemeckis achou que ele não tinha a veia cômica necessária e acabou chamando Michael J. Fox para o papel.

Christian Bale: Christian Bale fez finalmente o papel do assassino yuppie Patrick Bateman, mas só depois de umas tantas dores de cabeça e muita incerteza. Apesar de a diretora de Psicopata Americano (2000), Mary Harron, ter lhe oferecido o papel num acordo verbal quando ela assumiu a adaptação do romance de Bret Easton Ellis, a produtora, Lions Gate, comprou os direitos de distribuição em 1997 e exigiu no papel uma estrela como Leonardo DiCaprio...que acabou dizendo não. 

Megan Fox:  ela descreveu o diretor da saga de ação Transformers, Michael Bay, como um tirano e chegou a compará-lo a Hitler. Ele não pensou duas vezes em demiti-la. 

Jorge Sanz: Pedro Almodóvar declarou durante a apresentação a jornalistas do set de Carne Trêmula (1997) “Eu me enganei. Foi um erro meu, não de Jorge Sanz, mas acidentes acontecem. Continuo gostando dele e o admirando, mas não tinha o físico adequado.”

Sean Young: despedida de Dick Tracy no sétimo dia de filmagem, ela alegou que o diretor Warren Beatty, mudava continuamente o roteiro e que tentou manter relações com ela. Ele demitiu-a diante de sua recusa e disse que se tratava simplesmente de uma escolha ruim de elenco que deveria ser substituída.

Leia mais