Para pesquisadores, o aumento do consumo de carne vai destruir o meio ambiente

Para pesquisadores, o aumento do consumo de carne vai destruir o meio ambiente

Isso não é segredo para ninguém. Com 7 bilhões de seres humanos no planeta Terra e projeções que anunciam 10 bilhões até 2050, o consumo mundial de carne vai explodir. Bom, um comitê de cientistas explicou recentemente que esse aumento do consumo de carne animal será uma catástrofe para a natureza.

Um estudo publicado na revista Science no mês de julho trouxe mais preocupação sobre nosso consumo diário de carne.

Carne e destruição da natureza

Uma nova análise, realizada por um grupo de pesquisadores, mostra que o consumo excessivo de carne animal deve aumentar bastante, ao mesmo tempo que a população mundial também vai crescer, inevitavelmente. Bom, não é segredo para ninguém que a produção industrial de animais demanda muita energia e levará, sem dúvidas, a um aumento das emissões de gases do efeito estufa... o que provocará uma destruição da biodiversidade.

Leia também
Yakitori de carne com queijo: uma receita rápida para espetinhos deliciosos!

"Comer quantidades substanciais de carne é ruim para o meio ambiente" explica Tim Key, epidemiologista da Universidade de Oxford e coautor do estudo publicado pela Science, para o jornal britânico The Guardian.

Um aumento sem precedentes

No mundo inteiro, a quantidade média de carne consumida por pessoa praticamente dobrou nos últimos cinquenta anos, passando de 23 quilos em 1961 para 43 quilos em 2014. O que fez com que a produção total de carne aumentasse mais rápido que o crescimento demográfico, se multiplicando por 4 desde 1961, de acordo com o estudo.

Bom, a tendência não poderá se inverter enquanto a população humana na Terra não parar de crescer. Países com renda intermediária, como a China e alguns países da Ásia Oriental, viram sua demanda de carne saltar nas últimas décadas.

Até metade do século, o consumo de carne animal vai aumentar 76%, sendo o dobro do consumo de frango, 69% do consumo de boi e 42% de porco.

Uma indústria poluidora

O estudo lembra que produzir carne animal é bem mais poluente que produzir frutas, cereais e legumes.

A indústria animal representa hoje 15% das emissões antropogênicas (isto é, metano, dióxido de carbono e óxido nitroso).

O estudo termina com essa nota pessimista: "É difícil imaginar como o mundo pode fornecer a uma população de mais de 10 bilhões de pessoas a quantidade de carne consumida atualmente na maioria dos países de alta renda, sem efeitos negativos substanciais sobre o meio ambiente."

Existe uma ligação evidente entre produção de carne animal e destruição do meio ambiente. Em todo o mundo, florestas, prados e áreas úmidas são destruídos para se transformarem em área agrícola e poder produzir cereais que serão distribuídos como alimento para o gado.

Por fim, alguns rios e riachos secaram para fornecer a água necessária para a criação desses animais. É preciso cerca de 15kg de cereais e 15.000 litros de água para produzir 1kg de carne.

• Pedro Souza
Leia mais