Um ex-morador de rua inventa uma cápsula de sobrevivência contra o frio

Um ex-morador de rua inventa uma cápsula de sobrevivência contra o frio

Um ex-morador de rua de 35 anos inventou uma cápsula portátil para permitir que os desabrigados resistam ao frio.

Viver na rua, enfrentando o frio e a insegurança, Jérémie Jeanne já passou por isso. Vindo da cidade de Caen na Normandia, o rapaz de 35 anos, morou nas ruas entre os 19 e 29 anos. Então ele sabe bem como é difícil passar noites seguras e com um mínimo de conforto quando tudo ao seu redor vai mal. A partir de sua experiência, ele imaginou uma mala portátil que se transformaria em uma cápsula do sono para ajudar os sem-teto a lidar com o frio do inverno.

Características

Já premiado no concurso Lépine em 2018, o jovem volta com um novo projeto ainda mais ambicioso: essa cápsula portátil para ajudar os necessitados. Ele a chama de "mala dobrável", pois pode ser dobrada e estendida em até 2,10 metros. Feita de materiais baratos e naturais: plástico reciclado ou algas marinhas, esta cápsula será equipada com uma grade que permitirá a livre respiração, uma manta de sobrevivência e uma pequena janela para permitir a passagem de ar: "não se parece com um caixão, está mais para uma cabine de bronzeamento".

Serve também para outros tipos de pessoas

Mesmo sendo inicialmente construída para os desabrigados, seu inventor pretende oferecê-la também para militares, viajantes, ou até mesmo para estações de trem e aeroportos. Para esta invenção sair do papel, Jérémie Leanne abriu um financiamento coletivo no site KissKissBankBank: "Eu conto com doações, investidores; todo mundo pode dar um pouco".

Para construir o primeiro protótipo, são necessários 3.300 euros. Em relação ao custo de fabricação, Jérémie não quer que o preço de produção ultrapasse os 15 euros para permitir, mais tarde, que associações, prefeituras, etc possam, distribuí-las. O ex-desabrigado espera disponibilizá-las no início de 2019

• Bruna Moura
Leia mais