As calcinhas são verdadeiros ninhos de bactérias. Saiba como evitar infecções

As calcinhas são verdadeiros ninhos de bactérias. Saiba como evitar infecções

As calcinhas são verdadeiros ninhos de microrganismos! O aconselhável é lavá-las bem e trocá-las com regularidade para não ter infecções.

A calcinha... seja ela de algodão, de renda ou apenas um fio, é a melhor amiga da mulher e pode salvar o dia. Embora algumas tenham o privilégio de permanecer no guarda-roupas por vários anos graças ao conforto que proporcionam, essa prática não é muito recomendada. Apesar das lavagens regulares, elas são verdadeiros ninhos de bactérias! Um estudo realizado pelo Good House Institute, 10.000 germes sobrevivem a cada lavagem, favorecendo as infecções.

Lavar a mais de 60° ajuda a eliminar os microrganismos com eficácia

Leia também
Esta garotinha ganhou um presente de mau gosto. Mas ela não desce do salto, e mantém as boas maneiras...

Durante um dia inteiro, a transpiração, o sangue, o material fecal ou ainda as micoses se fixam no fundo das calcinhas. O indicado é limpá-las a 60°, talvez 90°, para eliminar os microrganismos. Existem até sabões desinfetantes, que matam as bactérias a 30°, para peças mais delicadas. Secar as peças no sol também é um método eficiente de combater os microrganismos, que não aguentam os raios UV. Enfim, o melhor ainda é trocar a roupa íntima com regularidade.

• Bruna Moura
Leia mais