Por não poderem pagar a operação de seu cachorro, veterinário ameaça sacrificá-lo

Por não poderem pagar a operação de seu cachorro, veterinário ameaça sacrificá-lo

Essa história aconteceu no Reino Unido, onde um veterinário ameaçou sacrificar um cão que tinha uma operação de emergência em sua clínica. O motivo? O proprietário não pôde pagar a fatura da operação. O comportamento do veterinário provocou indignação entre a população.

Damo Brennan é um homem de família inglês que ama sua cachorrinha, Luna. Luna é sem dúvida a alma da casa. No entanto, Luna sofreu um acidente pulando uma cerca que a deixou gravemente ferida. A família não hesitou nem um segundo e levou o animal para uma clínica veterinária. Foi quando as coisas começaram a ficar feias para o Brennan.

Uma clínica interessada apenas no aspecto econômico

Acompanhado por um de seus seis filhos, Damo Brennan levou o cachorro para a clínica Vets4Pets em Durham. O profissional que atendeu Luna propôs uma operação para salvar sua perna. O preço desta operação foi de cerca de 5000 libras (cerca de 5800 euros). Mas, infelizmente, os Brennan não podiam pagar por isso. Dada a difícil situação econômica da família, o veterinário propôs a opção de amputar a perna, o que salvaria a Luna e viveria, dentro do possível, uma vida normal. O preço da amputação erai de cerca de 700 euros. Damo Brennan, ciente das limitações econômicas de sua família, decidiu optar pela amputação. No final, Luna seria salva e poderia voltar para casa.

Leia também
Michigan: é proibido ter um pitbull nesse Estado e Dan Tillery luta para ficar com seu cachorro

A situação tomou então um rumo desagradável e inesperado, quando o veterinário exigiu o pagamento imediato da operação. Damo pediu para poder fazer um pagamento em parcelas, oferecendo todos os tipos de garantias, mas o veterinário recusou: ou ele era pago na hora ou ele sacrificaria o cachorro. Um comportamento inesperado, inaceitável e indigno de um veterinário.

Corrida contra o relógio

Foi quando uma corrida real contra o relógio começou por parte da família para encontrar o dinheiro para salvar Luna. Damo conseguiu pelo menos convencer o veterinário a ficar com Luna pelo tempo necessário para coletar a quantia. O tempo que o veterinário não hesitou em usar para pressionar a família, ameaçando-os com o sacrifício do cão.

Na verdade, ele até colocou um limite de tempo neles: Luna foi operada numa quarta-feira, mas o veterinário avisou que ela sacrificaria Luna se ela não recebesse o dinheiro naquele mesmo final de semana. A família admite ter vivido momentos de muita angústia e medo durante aqueles dias, até que eles conseguiram arrecadar a quantia para o pagamento. Damo confessou à imprensa que sua família sem Luna estava profundamente triste e que tê-la de volta em casa era um alívio, bem como uma fonte de alegria.

A clínica fez uma breve declaração em que alegou estar feliz que Luna estava com sua família. Eles se recusaram a fazer mais declarações.

Fonte: The mirror

• Andressa Zabeu
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações