Gordura trans industrial: logo você não poderá mais comê-la... mas o que é isso?

Gordura trans industrial: logo você não poderá mais comê-la... mas o que é isso?

Até 2023, a Organização Mundial da Saúde quer proibir totalmente a gordura trans industrial. Mas o que é isso afinal?

A OMS lançou uma campanha de grande abrangência no último dia 14 de maio para proibir a gordura trans industrial, suspeita de causar 500.000 mortes por ano por doenças cardiovasculares.

Mas o que é essa gordura trans industrial? Trata-se de uma gordura insaturada que pode ser natural (produzida pelo estômago de ruminantes) ou artificial. É essa segunda categoria que está na mira da OMS. Essas moléculas "são sintetizadas através de processos industriais como a hidrogenação de óleos vegetais", explica a Anses, Agência francesa de Vigilância Sanitária.

Onde podemos encontrá-la?

Essa gordura trans industrial é usada como conservante, o que deixa os alimentos mais estáveis e mais firmes. Ela também está presente na margarina, nas barras de chocolate, nas pizzas, nos pães industriais e ainda nas sopas desidratadas e nos bolinhos.

O doutor Tom Frieden, especialista no assunto, sinaliza o perigo dessas moléculas: "A gordura trans industrial é um produto químico tóxico, inútil e mortal. Não existe nenhum motivo para que qualquer pessoa do planeta continue sendo exposta a ela."

A OMS acrescenta: "Ela aumenta os níveis do colesterol LDL, um marcador biológico conhecido pelo risco de doenças cardiovasculares, e reduz os níveis do colesterol HDL, que leva o colesterol das artérias para o fígado, onde será excretado na bile." Apesar do perigo que representa, a proibição dessa gordura em escala mundial pode ser complicada.

• Pedro Souza
Leia mais