Abrigos alemães proíbem adoção de animais de estimação na época do Natal e Ano Novo

Abrigos alemães proíbem adoção de animais de estimação na época do Natal e Ano Novo

A iniciativa, que envolverá o maior abrigo de animais de estimação na Alemanha, espera impedir que as pessoas comprem animais de estimação impulsivamente.

A partir de 15 de dezembro, qualquer pessoa que adote um animal de estimação de abrigos em grandes cidades como Berlim, Hanover ou Bremen, na Alemanha, será recusado e pedido que volte para adotar um animal em janeiro, informou a Deutsche Welle. A iniciativa, que envolverá o maior abrigo de animais de estimação do país, espera impedir que o público compre impulsivamente animais como presentes de Natal de última hora. "Animais são seres vivos com necessidades e sentimentos" Um dos abrigos, que é o maior do país, disse que o movimento tem por objetivo ajudar as famílias a considerar se querem ou não um animal de estimação - e parar de abandoná-los. "É triste o caso de os primeiros animais serem abandonados, mesmo na véspera de Natal", disse Gabriele Schwaab, funcionária do abrigo de cães de Bremen, à Deutsche Welle.

Leia também
O resgate de um pitbull abandonado dentro de uma gaiola vai te emocionar

 “Se realmente quer presentear alguém com um animal, então pode ir ao abrigo antes das férias, ou em janeiro, mas não precisa ser dois dias antes do Natal. "Os animais são seres vivos com necessidades e sentimentos", disse o abrigo. "Eles não são adequados como presentes surpresa". "A decisão de manter um animal não deve ser tomada de animo leve - toda a família deve estar envolvida no processo de tomada de decisão", disse Claudia Hämmerling, da Associação de Proteção Animal de Berlim, à BBC. "Os cães não são presentes de Natal. É simples assim! A Dogs Trust, que cunhou a frase da marca registrada "um cão é para a vida, não apenas para o Natal", concorda com o abrigo. “Presentes de Natal não são cães, e estes não são presentes de Natal. É simples assim! ”, Disse a instituição de caridade ao lançar o anúncio deste ano.

O abrigo disse que a maioria das pessoas que estão atrás de um animal de estimação estão mais do que dispostas a esperar até janeiro. "Se eles não puderem esperar, não os queremos", disse Schwaab à Deutsche Welle. 

• Gouvea Aline
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações