Sarampo: sintomas, tratamento e vacina. Tudo que você precisa saber sobre a doença!

Sarampo: sintomas, tratamento e vacina. Tudo que você precisa saber sobre a doença!

Durante os seus exames de anticorpos, você se deu conta de que não estava protegida contra o sarampo e está grávida? O OhMyMag te informa sobre riscos e tratamentos do sarampo.

Sintomas do sarampo em mulheres grávidas

Os sintomas do sarampo são os mesmos em todas as pessoas. Combinam febre moderada (entre 38° e 39°) e erupção cutânea. Geralmente, esses sinais são acompanhados por sintomas semelhantes aos da gripe e conjuntivite. Às vezes pequenas espinhas brancas podem aparecer dentro da boca (síndrome de Koplick).

Tenha cuidado se você não está vacinado ou se nunca teve sarampo! Muitas vezes, esses sintomas não são corretamente tratados por serem difíceis de se diferenciar de uma alergia. O sarampo normalmente é uma doença benigna, mas pode ser perigoso em mulheres grávidas. De fato, o sarampo aumenta o risco de abortos e partos prematuros.

Além disso, pode piorar e se transformar em pneumopatias graves que põem em perigo a mãe. Lembre-se sempre de avisar sobre a sua gravidez a cada vez que for a um médico.

Tratamento do sarampo em mulheres grávidas

Cada caso de sarampo é diferente, apenas um médico pode decidir o tratamento adequado para seu paciente. Em geral, uma futura mãe com sarampo será hospitalizada para um acompanhamento fetal.

Um dos tratamentos propostos é uma série de injeções intravenosas de gamaglobulinas. Tratam-se de anticorpos que podem ajudar o sistema imunológico enfraquecido da mulher grávida para combater a doença.

Vacina contra o sarampo e a gravidez

A vacinação é fortemente desencorajada durante a gravidez. Se você não for vacinada contra o sarampo enquanto estiver grávida, tome precauções extras evitando as pessoas que possam estar com a doença.

Se você planeja ter um filho, faça uma consulta pré-concepcional com seu médico. Ele irá prescrever um exame de sangue que irá medir seus anticorpos para o sarampo, mas também para todas as outras infecções prejudiciais a você e seu futuro bebê. Se você não está imune, pode evitar o risco de contrair sarampo vacinando-se antes de engravidar.

Lembre-se também de vacinar seus filhos de nove meses contra o sarampo, isso evitará uma doença dolorosa e ajudará na erradicação desta infecção.

• Bruna Moura