É proibido morrer nessa cidade da Noruega. Descubra a razão!

É proibido morrer nessa cidade da Noruega. Descubra a razão!

Longyearbyen realmente não é uma cidade comum. Existem muitas proibições por lá.

Capital do arquipélago de Svalbard, Longyearbyen é uma cidade norueguesa situada bem perto do polo norte. Mas essa não é sua principal característica. Na verdade, desde 1950 os moradores estão proibidos de morrer lá.

Mas isso não é um capricho de alguém. Em Longyearbyen, o frio polar conserva os vírus! Em 2000, cientistas exumaram corpos de pessoas que faleceram em 1917 por causa de um poderoso vírus gripal. Quase cem anos depois partículas do vírus ainda estavam presentes nos cadáveres, bem conservadas pelo frio polar. É para evitar a volta de bactérias mortais que a proibição de morrer em Longyearbyen foi instituída.

Não tem hospital local

Dessa forma, as pessoas perto do fim da vida são automaticamente enviadas para a capital Oslo, a 2000 quilômetros de lá. Os nascimentos também são proibidos, já que não tem hospital em Longyearbyen! As grávidas também devem ir até Oslo para dar à luz.

Outras proibições mais insanas foram instituídas. Assim, como explica Slate, os gatos são proibidos para que os pássaros do local não fiquem agitados. Os habitantes devem tirar os sapatos toda vez que entrarem em uma loja e o álcool (que é bem caro) é racionado. Por fim, as pessoas desempregadas não têm autorização para ficar em Longyearbyen por muito tempo. Quando falamos que Longyearbyen não é uma cidade comum, estávamos falando sério!

• Bruna Moura
Leia mais